O NASCIMENTO DA MINHA MANINHA

Por: Suzie Boreas

Podem falar... estou com a corda toda hoje!
Quero compartilhar com vocês uma historinha que escrevi (já escrevi outras, depois coloco aqui), sobre o nascimento da minha maninha Letícia (comigo, nas fotos). Espero que gostem!

Lambeijões!

Sexta à tardinha, mamãe e vovó estão me levando pra passear. Só não entendi o motivo das duas ficarem marcando o tempo no relógio e mamãe falava durante o passeio: "bom, estão a cada 20 minutos". O que é que estavam a cada 20 minutos? Meu xixi? Eu não faço tanto xixi assim, não!!!!Voltamos pra casa. Me deram minha janta e começaram a fazer a janta deles. Segundo as duas, foi a ceia de Natal, mesmo sendo ainda dia 21 de Dezembro. Como sou esperta, sei que o Natal é dia 25, então tinha algo acontecendo... Mamãe foi tomar banho, dizendo que era pra ir de banho tomado. Pra onde???
Fiquei ouvindo o diálogo entre minha mãe e minha avó.
- Liga pro Luis, Fú... pra ele vir logo.
- Calma, deixa ficar a cada 10 minutos que eu ligo. Aí dá tempo da gente jantar.
Depois ela acabou ligando mesmo. Meu pai chegou em casa, um pouco diferente. Mas ainda assim, meu pai. Tomou um banho, jantou e, do nada, ele pegou umas malas e saiu com a mamãe. Fiquei em casa com minha vó. Até aí, nada de novo. Mas eles demoravam... demoravam... demoravam... tanto que até dormi com minha vó na cama.
Quando era de madrugada, ouvi um barulho na porta... OBAAAA, meus pais chegaram! Ué... só o papai? CADÊ A MAMÃE??? Tá escondida? AimeuDeus, aimeuDeus, aimeuDeus, APARECE MAMÃE!!!! O papai sumiu com ela...
De manhã, minha avó me levou pra passear. Ela andou bastante comigo, me deu minha comida, só que eu queria comer com a mamãe... mas comi. Depois, saíram os dois e demoraram um pouco pra voltar. Quando chegaram, me deram umas roupinhas pra cheirar. Eram pequenas. Tinham o cheiro da minha mãe, do meu pai e de algo mais, que eu não sabia explicar o que era. Lembrava cheiro de filhote. Me explicaram que era minha irmãzinha, a Letícia. Aí, papai saiu de novo. Minha vó explicou que ele ia dormir no hospital com a mamãe, e que eu ia dormir com ela na cama. OBA!!! Dormir na cama é comigo mesmo!!! AMEIII dormir na cama!
Mas, puxa vida, como demorou pra mamãe voltar! Só me traziam roupinha pra cheirar, e eu queria era ver minha mãe e conhecer logo essa tal "irmãzinhaletícia" que tanto falavam... Minha vó foi uma excelente companhia: passeava comigo, eu ficava deitada com ela no sofá e dormia com ela na cama. Vó é tudo de bom!!!
Em uma bela tarde, de sol, os passarinhos começaram a cantar mais alto, o sol a brilhar mais, o céu ficou mais azul. MAMÃE CHEGOU!!!! OIMÃE, OIMÃE, OIMÃE!!! QUESAUDADE, QUESAUDADE, QUESAUDADE, QUESAUDADEEEEE!!! Lambi, lambi, lambi, lambi, lambi muuuuuuuuuitooo minha mãe. Nem dei bola pro meu pai, na hora eu só via a minha mãe. Aí, a mamãe pegou um embrulhinho, tinha o mesmo cheiro das roupinhas que me trouxeram. Achei até que fossem mais roupinhas, mas me falaram que era a tal da "irmãzinhaletícia". Como era pequenininha! Cheirosinha, bonitinha, quietinha... uma fofinha!
Logo aprendi que a mamãe precisava dividir o tempo dela entre nós duas, afinal de contas, a partir daquele dia, me tornei a "irmãmaisvelha", seja lá o que isso signifique.
Nos primeiros dias, minha mãe ainda não passeava comigo. Ia sempre meu pai ou minha avó. Me diziam que ela estava operada. Sei bem como é, também fui operada um dia, fiquei dolorida igual a mamãe, mas eu não cheguei em casa com nenhuma "irmãzinhaletícia". Acho que só a mamãe é mágica, sei lá.
Logo no primeiro dia, eu já lambia aquela menininha, um gostinho bom! Muito boazinha ela! Logo de cara já gostei dessa pequena, por dois motivos. Primeiro: ela faz parte da minha matilha, e eu sempre ganho coisas boas quando ela está com a mamãe (além de eu poder lambê-la); segundo: sempre que ela mama, a mamãe senta no sofá e eu posso deitar juntinho das duas, ficar sentindo o cheirinho delas, e, quando está frio, ficar no calorzinho com elas. Além disso, algumas tardes, dormimos todas juntas na cama da mamãe! Quer coisa melhor pra mim? Por isso viro a cara quando dizem que eu teria ciúmes. HUNF!!! Como poderia ter ciúmes se só acontece coisa boa pra mim?
Até hoje, adoro quando a "irmãzinhaletícia" está acordada. Sabem o que isso significa? PASSEIOOOOO!!! Sim, eu sempre passeio, brinco com a mamãe, quando a pequenininha acorda. É muito gostoso! Ah sim, desde que ela nasceu, papai passa mais tempo em casa conosco! É ou não uma vida boa a minha?

Eu e maninha vestidas para matar =P
Ai, tem coisa melhor que dar beijinho em nenê?

Um dia frio... nós duas tomando sol na cama da mamãe.

Aqui a Lê ainda era pequenininha. Mas olha como a gente dormia na cama: eu debaixo do edredon e em cima da perna da Letícia.
E aí, gostaram?

7 comentários:

  1. Ful, eu sempre adorei suas histórinhas, mas agora ilustradas..rs ficaram ainda melhor!!

    Esse domingão está rendendo...rsrsr

    beijos e lambeijos!!

    ResponderExcluir
  2. Zé Magrelo - whippet2 de novembro de 2008 11:39

    É isso aí, cãopanheira Suzie, tô vendo que somos nós, magrelos, que agitaremos esse blog.

    Eu adoro ver suas fotos com sua maninha, gosto tanto que cheguei a farejar que tinha fotos novas aqui no blog..rs

    ResponderExcluir
  3. O domingão só não vai render mais pq o maridão precisa do micro pra trabalhar =)

    Mas eu tb curto escrever histórias, tenho uma prontinha pra escrever, de quando a Su ficou na madrinha dela. Ilustrada tb.

    ResponderExcluir
  4. Suzie Boreas - Whippet2 de novembro de 2008 14:40

    Zé, nós, magrelos, é quem devemos agitar o blog. Afinal, o nome é "Confraria dos GALGOS" e não "... dos DONOS de Galgos", né?! Esses humanos, pensam que podem nos deixar pra trás, mas nós é que vamos. Afinal, quem é que corre mais rápido? risos

    Eu adoro tirar fotos com a maninha tb! Depois coloco mais aqui, junto com as historinhas, tá?

    Lambeijões, papis vai trabalhar agora.

    ResponderExcluir
  5. Suzie, adorei sua histórinha... uma graça....agora tenho certeza que é mais gostoso dormir com sua irmanzinha....
    lambeijos

    ResponderExcluir
  6. Oi aumiga Suzie. Saiba que amei a sua irmã Letícia, no nosso encontro toda hora a mamys brigava comigo e falava para eu sair de perto dela....teve uma hora que fugi e dei umas cheiradas no pézinho dela, hummm como foi bom...mas logo a mamãe acabou com a graça....
    Lambeijos

    ResponderExcluir
  7. Suzie Boreas - Whippet3 de novembro de 2008 14:59

    Elizabeth, como mamis disse, tenho outra história que escrevi. Aqui é difícil eu conseguir colocar as patinhas no micro... se não estou dormindo, são os humanos que o monopolizam...

    Panqueca, pode dar quantos cheirinhos vc quiser na minha irmãzinha Letícia! Não é uma delícia??? Eu sempre dou é beijo mesmo, não quero nem saber. Ainda bem que minha avó, meus tios, todos acham engraçado. E a Lê acha graça.
    Olha, mas uma dica pra vc: se ela se empolgar, fica atenta: ela se chacoalha tanto, parece desgovernada... cruzes!!! Já deu um tapa no meu focinho sem querer. Sabe o que fiz? LAMBI AINDA MAIS!!!
    Lambeijocas!!!

    ResponderExcluir