Queda da Chanel

Passei um tempo “fora do ar” e muitas coisas aconteceram que quero dividir com vocês.

Nunca tinha parado para pensar o quanto temos que tratar nossos cãozinhos como crianças dentro do carro. Tinha ido colocar gasolina no carro e lógico que a Panqueca e a Chanel quiseram ir junto.

A Panqueca é uma doçura dentro do carro e um terror em casa, o oposto da Chanel, que desde que ela entra no carro até a volta para casa não consigo nem dirigir direito porque é Chanel para trás, Chanel desce, Chanel para.

Enfim, nesse dia estava voltando para casa e essa bagunça dentro do carro. Quando de repente aquele silêncio. Olho para trás vejo o vidro do passageiro completamente aberto, começo a gritar pelo nome da Chanel e nada. Comecei a colocar a mão embaixo do banco (às vezes ela gosta de dormir lá) e nada. Não pensei em mais nada, só puxei o freio de mão, fechei todos os vidros, para a Panqueca não escapar e sai correndo na rua gritando Chanel. Quando depois de alguns segundos vejo um pontinho lá no fundo vindo correndo.

Naquela hora foi uma mistura de felicidade e medo, pois como estávamos numa avenida ela ainda corria perigo e como ela é medrosa não saberia sua reação. Mas, finalmente ela veio ao meu encontro, lógico que antes ela deu uma paradinha no meio da avenida para fazer xixi.
Ela se machucou um pouco nas costas, patas e orelhas, mas nada de grave. Ufá!

Depois de toda essa “aventura” fiquei pensando o quanto eu confiava nelas e achava que nada poderia acontecer. Porém por uma fração de segundos (é bem provável que numa curva ela caiu em cima do botão que abre o vidro e caiu de lá) a Chanel não estava mais dentro do carro. Após esse dia, travei todos os vidros e as portas de trás, igual fazemos com crianças. Também as deixo com coleira e prendo no freio de mão.

Bom, isso foi uma grande lição para mim. Redobrei o cuidado com elas e nem me importo mais em ficar o caminho todo brigando com a Chanel.

7 comentários:

  1. Meu Deus! Que sufoco,heim?! Imagino o seu susto e o tamanho do desespero. Ainda bem que não aconteceu nada mais grave. Todas estas coisas que acontecem, quando compartilhadas podem evitar que se repitam com outros cãofrades, não é? É bom saber. Esses magrelos têm uns anjinhos da guarda e tanto! Beijos e lambeijos,
    Xú,Luiza e Sky.

    ResponderExcluir
  2. Olá a todos!

    Fica o aviso para todos! Nossa, nem imagino isso acontecendo com o Farello! No carro, quando ele está no banco da frente, ele anda com a coleira peitoral e a guia presa no câmbio. No banco de trás, vidros fechados e portas travadas!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Jesus!!!

    Beth, se você não sabe a data do níver da Pan (já que foi adotada) pode considerar a dia desse sufoco como o do nascimento dela, pois com certeza ela nasceu de novo.
    Essa história poderia ter um outro final, mas graças a Deus, o anjinho da Chanel estava ao lado dela e trabalhou muito nesse dia..rs

    E a Xú tem razão, compartilhando essas histórias evita-se que o mesmo ocorra com outros, todos passam a ficar mais espertos.

    O Zé agora está com a mania de pular pela janela do carro, aliás a Beth, Panqueca e Chanel já presenciaram isso.. rs Senhor Zé estava no banco do passageiro e pulou pela janela do motorista, passando por cima da própria Beth, num piscar de olhos.. foi tão rápido que não deu nem para ver direito. Tudo bem que foi em frente a casa dela, não teve nenhum risco, mas quem garante que o danado não faria isso numa situação perigosa?

    Todo cuidado é pouco com esses safados.

    Chanel.. me fala uma coisa, como é que você ainda teve a cara de pau ..rs de parar para fazer xixi no meio do caminho.. sua mamis desesperada e você ainda para?...kkkk

    ResponderExcluir
  4. Ivy e Sammy por email22 de abril de 2010 10:10

    Crianças

    não deixem chanel e panqueca as pequenas presas com as coleiras no freio de mão é extremamente perigoso pois em caso de acidente podem se enforcar ou pior ainda.

    o ideal é travar os vidros de trás e ainda colocar um adesivo na botão que os abre como aqueles que vem em carros novos.

    bjs
    ivy

    ResponderExcluir
  5. Oi Beth,
    Que sustão! Graças a Deus final feliz! Não fica chateada não, isso aconteceria até com os whippets da Mulher Maravilha! :)
    Beijos nas três!
    Cris e Gaya

    ResponderExcluir
  6. Nossa que susto você passou hein... para mim que sempre estou por aqui lendo e aprendendo sobre os galgos é muito bom saber destas coisas pois você fica mais alerta.

    Obrigado por dividir! São Francisco e os anjos estavam mesmo com vocês.

    bjs
    Sandra Lemos

    ResponderExcluir
  7. Uau, que sorte não ter acontecido nada mais grave do que cair da janela. Imagino o alivio ao tê-la de volta sã e salva.
    Eu estava caminhando com o Fly e a Chara no calçadão da praia da Barra com eles soltos. Eles são obedientes mas a Chara ainda está sendo treinada. Ela se assustou com um cachorro que latiu para ela e correu para o meio da Avenida, eu gritei e ela parou com medo de voltar para a calçada por causa do cachorro. No final, ela resolveu voltar, por sorte os carros estavam parados num sinal mais longe. Chara renasceu e agora tomo mais cuidado com ela.
    Já ensinei a Chara a não correr atrás dos pombos na calçada, mas ela foi perseguida e mordida por um cachorro num condomínio e agora está estressada com TODO cão que se aproxima.

    ResponderExcluir