GREYHOUND

Por: Ricardo Coacci

"Meu nome é Ricardo Coacci sou fotógrafo e designer de jóias.
Minha idéia inicial é publicar uma ou duas vezes por semana (por falta de tempo) durante algumas semanas a matéria que me fez estreitar os laços com os queridos galgos!"







Essa matéria foi publicada na revista Cães de Fato Ano: 8 - no 27/28 e depois, parte dela foi para o arquivo da Associação dos Criadores de Greyhound da Noruega.

Sentindo necessidade de saber mais sobre os Galgos, principalmente os Greyhounds e não encontrando muitas informações, resolvi a pesquisar. Foram quase três anos buscando em livros, revistas, jornais e em vários outros meios de comunicação.
Hoje estou aqui para repassar a vocês, amantes dos galgos, essa maravilhosa história de uma das raças mais encantadoras e antigas que se tem notícia.

Essa matéria é dedicada à da. Maria Lúcia Kernke

Foto de ricardo coacci


Conheci da. Maria Lúcia em 2001 de uma forma inusitada...
Depois de decidir morar no campo eu queria ter meus cães, sendo assim, comecei a comprar revistas que falavam sobre galgos, minhas raças preferidas, numa dessas revistas li uma entrevista dada por da. Maria Lúcia Kernke, procurei imediatamente um jeito de me comunicar com ele, depois de muita “luta” consegui seu telefone e ficamos anos nos comunicando, certo dia resolvi ir até ela... E daí começou minha paixão pelos galgos e uma amizade grande que dura até hoje!
Atualmente tenho 18 galgos entre Whippests, Greyhound e Afghanhound. Meu primeiro galgo foi um Whippet de nome Galdí, daí em diante não parei mais...


GREYHOUND




Foto de ricardo coacci



O INÍCIO

Os Galgos são originários de um tipo de cão primitivo chamado Canis Familiaris Leineri que deriva diretamente dos Canis Lupus Variabilis que surgiu há 500.000 anos, foi o primeiro lobo que se associou ao homem 4.500 anos atrás.
Canis Familiaris Leineri existia no norte da África e no Oriente Médio e tinha estrutura anatômica similar à das atuais raças de Galgos. Os restos mortais mais antigos de que há registro de cães de raça pura são os Greyhounds e Salukis (raça que recebeu o nome da cidade de Saluki. No Iêmen, ou possivelmente da cidade de Seleukia no antigo Império Helênico, na Síria).
Os Greyhounds são citados desde os primeiros registros encontrados sobre cães. Eles apareceram nas Tumbas do Egito e em monumentos Assírios. A Tumba de Amten, no Vale do Nilo, contem entalhes que mostram cães do tipo Greyhound em três cenas diferentes. É dito que esta tumba é da 4ª Dinastia, entre 3.500 e 4.00 a.C.. Escavações recentes da Civilização Suméria na Mesopotâmia datada de 7.000 a.C. revelaram gravuras nas pedras de cães que ostentavam uma forte semelhança com o Greyhound e o Saluki.
O primeiro cão domesticado na história é o Pharaoh Hound: Estão representados por dois cães caçando gazelas num disco circular que remonta cerca de 4.000 a.C.. Sabe-se que o elegante e gracioso Pharaoh Hound fez parte integrante das vidas cotidianas dos reis do Antigo Egito. O deus egípcio Anúbis, senhor dos mortos, era simbolizado pelo cão e o chacal e o filho mitológico de Osíris, deus do submundo. Assemelha-se bastante ao Pharaoh Hound.
A graça e a beleza destes cães tem há muito os tornados favoritos de artistas de todas as épocas.
Acredita-se que um Galgo de pêlo curto como o Greyhound tenha dado origem ao Saluki. Indubitavelmente o Greyhound e a raça mais pura sobre a face da terra. É também mencionado na Bíblia. No livro de Salomão.

E continuo na próxima semana...

4 comentários:

  1. É de se lamentar saber q esses cães são sacrificados nas malditas corridas.

    Magnífico texto. Aguardo a continuação.
    Pedro

    ResponderExcluir
  2. Adoramos o texto....já estamos esperando o próximo....

    ResponderExcluir
  3. Adorei a matéria,porém acredito que
    o Saluki tenha dado origem ao Greyound.
    Nas tumbas dos faraos o que se vê em pinturas
    são Salukis .As orelhas aparecem ornamentadas
    em forma de tranças e isso seria dificil em um greyhound
    As cores revelam que o fulvo era o preferido.
    Ficarei aguardando o restante da matéria.
    Adoro galgos também e crio Salukis, meus prediletos
    pela maneira de ser.

    ResponderExcluir