Minha Família - bamboo e Phusilli


Minha vida mudou depois desses magrelos, tem outro sentido. São meus filhos, não falam como nós humanos, se expressam pelo olhar, pelo abano da calda, pela FOLIA e alegria quando chegamos. Expressa tristeza ou decepção com a solidão ou a bronca justa, mas que torna quase impossível ficar bravo por muito tempo quando os dois vão sozinhos para o castigo.
Esse ano passaremos o natal e ano novo juntos. Local: Casa de amigos, nossos e deles, pois lá há dois dogs de bordeaux que o Bamboo comanda na brincadeira. Isso é família, isso é alegria.
Sempre repito que as famílias de whippets que conheci, ou não, apenas li no blog são especiais. Todos os dias tenho lições de humanidade, integridade e superação e se não fossem meus magrelinhos não teria essa chance. Por isso o natal e ano novo desse ano será mais especial, com esses integrantes e todos os amigos magrelinhos que surgiram por causa deles.
Em especial agradeço a Dé e ao Zé Magrelo que nos proporcionaram tanta alegria e o sentido da verdadeira amizade.
Peço a todos os confrades que sejam generosos com seu tempo, com o tempo que tem para expressar o amor, estar em família, cuidar de si. O tempo que tem para contemplar a vida e a natureza. Esse é meu desejo de ano novo.
Para o Bam e o Phu, desejo sempre a expressão da foto acima, de um domingo no parque com Sol brilhando.
Feliz 2010

5 comentários:

  1. Que delícia de post.. adorei cada linha.

    Adoro quando esses magrelos transformam a vida de seus humanos, melhor dizendo, adoro quando os humanos se entregam e permitem essa transformação.. é aí que acontece o click e tudo muda em nossa vida. Na verdade tudo permanece igual a nossa volta, nós é que mudamos e pra melhor, pra bem melhor!

    Lendo as palavras da Luca, chego a conclusão de que podemos até mesmo dividir nossas vidas em duas fases:
    AG Antes dos Galgos
    DG Depois dos Galgos..rs

    Agradeço a vocês também.. pela amizade, carinho e por estarem sempre por perto.

    Feliz 2010 para todos nós!

    ResponderExcluir
  2. BAMBO TENHO UM CARINHO ESPECIAL POR SUA FAMÍLIA.

    AGRADECO ETERNAMENTE A AJUDA DE VOCÊS E A DEBORA QUE NOS UNIU SEM NOS CONHECERMOS.

    CONFRARIA, CONFRADES E GALGOS SÃO TUDO PARA MIM, ISSO AQUI É UM VERDADEIRO CULTO DE AMOR E DEDICAÇAO A AMIZADE, LEALDADE E PUREZA. NÃO É SÓ UMA FRASE NÃO, É A VERDADE.

    AMO MUITO TODA TURMA DOS GALGOS

    ResponderExcluir
  3. Carmen [ por email ]3 de janeiro de 2010 08:36

    A todos apaixonados por galgos, preciso participar o enorme encantamento com esta raça.

    O olhar apaixonante quase irresistivel, a alegria e a mais pura demonstração de felicidade qdo nos vêem.

    Estou tão apaixonada que estou com receio de perde-lo.

    Por favor onde e qual é melhor coleira para os IGs.

    ResponderExcluir
  4. Carmen, já te respondi por email, mas vou deixar minha resposta aqui também.

    Eu não acredito que tenha um modelo de coleira que seja mais seguro, cada cão reage de um jeito. O Zé por ex tira qualquer peitoral em 1 segundo, peitoral para ele é mesma coisa que nada, mas conheço muita gente que só usa peitoral por que é a única coisa que o cachorro não tira.
    O que mais funcionou para mim com o Zé foi um enforcador de nylon que tem um limitador, ele fica sempre justinho no pescoço, para mim foi uma maravilha.
    Hoje o Zé não puxa mais tanto, estou mais confiante nele e nem preciso me preocupar tanto com isso.

    Mas entendo perfeitamente o seu drama, eu passei por isso também.. assim que peguei o Zé, ele já com quase 6 meses era muito esperto, não era mais filhotinho e era um perigo.. então eu usava duas coleiras nele..rsrs Uma de pescoço comum e uma peitoral, se uma arrebentasse ou se ele se soltasse, pelo menos ficaria preso na outra..rs
    Mas logo peguei confiança nele e isso vai acontecer com vc também, ok?

    Agora uma coisa que acho de extrema importância.. não atente apenas para a coleira e sim para a guia, algumas guias não prestam, fuja das guias mais bonitinhas, com mosquetões diferentes que não funciona.. prefira os mosquetões tradicionais, que são os mais seguros.

    um beijão pra vc!

    ResponderExcluir
  5. MANOEL PEDREIRA GOUVEIA19 de outubro de 2012 19:54

    A uns 30 anos atrás fui funcionário de uma faculdade de arquitetura ,ganhando de uma das alunas(acho que o nome dela era LUÍSA)de presente uma linda galga inglesa,toda branca,com o nome de PRISCILA,que nos fez experimentar muitas emoções,todas muito agradáveis,tendo logo a seguir não mais contato com esta pessoa ´que acho,morava no Itanhangá,Rio.Muito gostaria de reencontra-la,por isso peço ajuda a todos,sendo ela uma pessoa bem extroverdida e com certeza, popular contactar p:Leõnidash_pito@hotmail.com (meu filho)

    ResponderExcluir